Frei Antônio de Santa Maria Jaboatão

 

Frei Antônio de Santa Maria Jaboatão (Jaboatam, na grafia da época) foi cronista, genealogista, poeta e um dos mais importantes historiadores brasileiros do século 18.

Antônio Coelho Meireles, seu nome de batismo, nasceu na freguesia de Santo Amaro de Jaboatão, no Recife, Capitania de Pernambuco, em 1695. Filho do sargento mor Domingos Coelho de Meireles e de Francisca Varela. Estudou Humanidades com seu tio Agostinho Coelho Meireles, vigário da freguesia entre 1710 e 1715.

Em 12 de dezembro de 1717, entrou para o Convento de Santo Antônio de Paraguaçu, da Ordem dos Franciscanos na Bahia. Estudou Teologia e Filosofia. Ordenou-se em 1725, em Pernambuco.

Jaboatão foi mestre de noviços no Convento de Igarassu, em Pernambuco. Foi professor de filosofia, na Bahia (1737). Foi guardião no Convento de Santo Antônio, na Paraíba, de 1741 a 1742 e de 1751 a 1753. Foi definidor no Convento de Santo Antônio do Recife, em 1755 e, neste mesmo ano, nomeado cronista mor da Ordem.

Faleceu na Bahia, em 07 de julho de 1779.

Suas principais obras são:

Discurso histórico, geográfico, genealógico, político e encomiástico, recitado em a nova celebridade, que dedicaram os pardos de Pernambuco ao santo de sua cor o B. Gonçalo Garcia. Lisboa, 1751.

Sermão da Restauração de Pernambuco do domínio holandês, pregado na Sé de Olinda em 1731. Lisboa, 1752.

Jaboatão Mystico (coletânea de sermões). Lisboa, 1758.

Novo Orbe Seráfico Brasilico, ou Chronica dos Frades Menores da Província do Brasil. Lisboa, 1761. A segunda parte, com textos inéditos, foi publicada em 1859, pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, com base em manuscritos do autor, examinados e ordenados pelo Conselheiro Diogo Soares da Silva Bivar (download disponível, ao lado).

Catálogo Genealógico das Principais Famílias que Procedem de Albuquerques e Cavalcantis em Pernambuco e Carumurus na Bahia, de 1768. Impresso, pela primeira vez, pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro em 1889.

 

Convento de Santo Antônio de Paraguaçu, do século 17, na margem do Rio Paraguaçu, município de Cachoeira, Recôncavo Baiano. Atualmente abandonado. Aqui, Jaboatão chegou em 1717.

 

Pesquisa Historia Brasil

 

Novo Orbe Seráfico

 

Acima, folha de rosto da segunda parte do Novo Orbe Seráfico Brasilico, publicado pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, em 1859, até então inédita. Em 1858, o Instituto publicou a primeira parte.

Faça o download das duas partes do Novo Orbe Seráfico Brasilico, publicado pelo IHGB, em dois tomos (5 volumes), originais na Biblioteca do Senado Federal:

Parte Primeira (PDF - 116 MB): inclui o Volume I e o Volume II, publicados em 1858.

Parte Segunda (PDF - 117 MB): inclui o Volume I, publicado em 1859, o Volume II, publicado em 1861, e o Volume III, publicado em 1862.

 

◄ História do Brasil

 

Convento

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Biografias.

 

(1695-1779)

 

Historia do Brasil

 

 

 

 

 

Wille Marcel